PREVENÇÃO AO BRANQUEAMENTO NOS ARRENDAMENTOS

ARRENDAMENTOS: UMA NOVA ATIVIDADE SUJEITA A LEI DE PREVENÇÃO AO BRANQUEAMENTO

O novo projecto de lei sobre a prevenção do branqueamento de capitais (PBC) inclui como partes obrigatórias as Socimis (SIGI), os promotores imobiliários (inclusive a atividade de arrendamento) e as empresas que realizam atividades de intermediação no arrendamento de imóveis com um rendimento anual total igual ou superior a 120.000 euros.

O que é que isto significa? Que, uma vez aprovada a Lei, as entidades e grupos considerados como “sujeitos obrigados” (como pode ser o seu caso) terão de implementar um sistema de prevenção ao branqueamento de capitais.

A questão é da maior importância, dadas as penalizações ocasionadas por incumprimento, que podem mesmo exceder a 10 milhões de euros.

Arrendamentos: uma nova atividade sujeita a la lei de prevenção ao branqueamento.

Nós da CORE BUSINESS CONSULTING, colocamos à sua disposição toda a nossa equipa para colaborar no processo de implementação ou adaptação do sistema de prevenção ao branqueamento de acordo com os novos regulamentos que entrarão em vigor em breve.

Consulte-nos para quaisquer questões que possa ter.

Se quiser saber mais sobre este anteprojecto, clique aqui.

CONSULTE-NOS EM CASO DE DÚVIDA…